O que recebemos na escalada ou na vida é diretamente dependente do que nós damos. Devemos dar primeiro antes de receber. Porém, podemos cair em hábitos inconscientes de focar em receber antes de dar. Esta orientação normalmente é o motivo para nossa frustração ou decepção quando nossas expectativas não são alcançadas. A frustração e decepção focam nossa atenção em receber e diminuem nossa eficiência. Portanto, precisamos desenvolver a consciência quando nos frustramos ou decepcionamos e redirecionar nossa atenção para o ato de dar.

Por exemplo, eu lecionei um curso recentemente onde uma aluna ficou frustrada porque ela fez um grande esforço e caiu em uma via. Ela havia escolhido uma via de graduação 5.11 (7º na escala Brasileira) e criou uma expectativa de que ela deveria ser capaz de fazê-la. Quando ela tentou e caiu, ela se frustrou.

Em um outro curso eu tinha um aluno que tinha muito medo de cair. Ele perticipou dos exercícios de queda, mas não gostou da sensação de cair e progrediu pouco. Ele criou uma expectativa de que o curso deveria eliminar o seu medo. Como seu medo de quedas não foi eliminado, ele se decepcionou.

Ambos alunos criaram expectativas centradas em receber um resultado final. A aluna frustrada esperava receber uma ascensão bem-sucedida. O aluno decepcionado esperava receber uma mente destemida. Focar no resultado final e no que queremos receber, foca nossa atenção em esperar algo por nada. Nós queremos a ascensão bem sucedida ou a mente destemida (algo) por nenhum esforço (nada).

Estes alunos precisam de consciência. Eu conversei com a aluna frustrada e usei um gráfico de barras para ajudá-la a entender que ela estava focando inconscientemente em receber. Eu disse: “O desafio é desta altura; sua habilidade é somente desta altura; o que está faltando entre sua habilidade e o desafio?”.  Ela respondeu dizendo que a via era muito difícil; ela precisava melhorar e aprender como escalar o grau 5.11 (7º). Essa peça que faltava precisava de esforço da parte dela e quando ela viu o gráfico de barras, isso fez sentido para ela.

Eu também usei o gráfico de barras com o aluno decepcionado. Eu disse: “Ter uma mente destemida é desta altura; sua habilidade para cair sem medos tem apenas esta altura; o que está faltando entre sua habilidade e ter uma mente destemida?”. Em algum nível ele me entendeu mas continuava decepcionado. Ele estava muito identificado com receber o resultado final de uma mente destemida fazendo o curso. Ele precisava se deslocar em direção aos processos e de dar. Só então ele teria a paciência para lidar com seu processo de aprendizagem e focaria sua atenção em um esforço de dar.

Ficar frustrado ou decepcionado significa que queremos algo por nada. A maioria das pessoas não querem algo por nada uma vez que se tornam conscientes. Eles entendem que todo progresso requer esforço, às vezes muito esforço, antes de receber resultados finais.

Dica Prática: Algo por algo

Todo aprendizado requer esforço. Você não pode receber algo sem dar nada. Alinhe-se em direção de dar algo parareceber algo. Mantenha isto nessa ordem. Siga os seguintes passos para conseguir atingir este alinhamento:

  1. Flagre-se quando você ficar frustrado ou decepcionado.
  2. Identifique qual resultado final você esperava receber que causou a frustração ou decepção.
  3. Redirecione sua atenção para um esforço de dar. Pergunte-se “O que eu posso dar; o que eu preciso para aprender?”.

Leave a Reply