1-WarriorsWaylogo®

Audio eLesson_2015-0302


Share on Facebook
Share on Twitter
Share on LinkedIn

Recentemente, Tommy Caldwell e Kevin Jorgeson conseguiram realizar a ascenção em livre da Dawn Wall do El Capitan no parque de Yosemite. Em janeiro, eles se comprometeram com uma última tentativa dando tudo de si, depois de sete anos de esforço. Tommy escalou a cordada 15, uma das cordadas mais difíceis, mas o Kevin estava frustrado com ela há sete dias. Kevin foi persistente e eles finalmente conseguiram subir, após 19 dias na parede. Como foi que Tommy e Kevin foram perseverantes mesmo com tantas condições adversas?

Os guerreiros devem demonstrar qualidades em sua escalada que lhês dê a melhor chance de atingir seus objetivos. Qualidades tais como persistência, confiança e comprometimento. Como eles demonstram estas qualidades? Tem a ver com a intenção. A intenção é definida como a atenção focada na direção de uma escolha. Os guerreiros escolhem focar sua atenção  em processos que ocorrem a cada momento ao longo de suas jornadas. Fazer isto cria uma intenção inflexível para mover-se para frete, passo a passo, independente de quão pequeno esse passo seja.

Os guerreiros querem estar no estresse da experiência; é lá que eles se sentem vivos. Precisamos examinar como lidamos com os resultados que acabam sendo menores que nossas expectativas para entender como manter nossa atenção focada no estresse. Quando escalamos, nós podemos escalar até o topo, ou cair. Alcançar o topo satisfaz a motivação de pessoas comuns por atingir resultados finais. No entanto, não atingimos resultados finais sempre. A maioria das vezes nós caímos ou descansamos nos pendurando na corda. Para sermos eficientes em atingir nossas metas e aproveitar a jornada que nos levará a esses objetivos, devemos prestar atenção à forma como regimos aos resultados.

Kevin obteve vários resultados na cordada 15 que foram piores que suas expectativas. Estes resultados poderiam criar frustração e provavelmente a criou de alguma forma. A frustração, no entanto, não nos ajuda a resolver o problema; ela distrai nossa atenção. Para obter sucesso, Kevin precisava focar sua atenção no que ele precisava fazer para escalar. Sua intenção deveria ser inflexível, focada no que ele precisava fazer para escalar.

A intenção de Tommy também precisava ser inflexível. Ele já havia conseguido subir a cordada 15 com certa rapidez. Ele poderia ter dito para Kevin desistir, pra que ao menos um deles conseguisse escalar em livre as cordadas difíceis finais antes que uma tempestade de inverno se aproximasse. Tommy poderia ter ficado frustrado com Kevin, mas ele permaneceu curioso para as possibilidades da equipe obter sucesso. A intenção de Tommy era de uma ascensão em livre da dupla. Tommy foi perseverante, mas de outra que Kevin.

As pessoas comuns se frustram quando não atingem seus objetivos tão rápído quanto eles esperam. Sua motivação é voltada para fazer progresso rápido. Quando eles caem eles ficam frustrados. Com frustração bastante, sua motivação diminui e também o seu comprometimento. Suas intenções começam a cambalear.

Se Tommy e Kevin estivessem motivados por atingir seus objetivos rápidamente, eles teriam desistido anos atrás. Eles foram perseverantes porque eles entenderam que levaria muito tempo e qe eles tinham muito para aprender. Eles também precisavam estar confiantes de ter as habilidades necessárias para obterem sucesso. Essa confiança vem do desenvolvimento na escalada através das experiências nas paredes.

Os guerreiros não se frustram. Eles entendem que a frustração é querer algo (atingir o resultado) por nada (sem esforço-sem aprendizado). Eles sabem que atingir metas requer muito tempo. Eles são motivados por um processo de comprometimento lento, estressante e com aprendizado. Quando eles caem em uma escalada, eles ficam curiosos para saber o que contribuiu para esse resultado. Algo estava faltando em sua habilidade mental e física que causou a queda. Em outras palavras, algo ainda precisa ser aprendido. Os guerreiros permanecem curiosos para que possam aprender o que lhes falta.

Os guerreiros também gostam de atingir a meta, mas o aprendizado que eles vão vivenciar em suas jornadas é o mais importante para eles. Ao se motivarem por realizar um processo lento e estressante, a intenção do guerreiro se torna inflexível. Isso foca a atenção na direção do comprometimento, nos processos que ocorrem nos momentos de suas jornadas. Com uma intenção inflexível, direcionada para os processos que ocorrem durante a escalada, os guerreiros mostram todas suas outras qualidades que são importantes para atingir metas. Eles são persistentes, confiantes e comprometidos.

Não conseguimos sustentar nossa motivação a menos que também tenhamos uma intenção inflexível. Devemos desejar estar no meio do estresse. Se ficamos frustrados por não progredir tão rapidamente quanto desejamos, então freiamos nosso processo de aprendizado. Mas, se permanecemos curiosos, se somos guerreiros, nossa intenção será inflexível. Com a intenção inflexível, nós aceleramos nosso aprendizado e vivenciamos as experiencias e nos sentimos vivos durante a jornada que nos leva às nossas metas.


Share on Facebook
Share on Twitter
Share on LinkedIn

Leave a Reply

Close Menu