O Caminho do Guerreiro valoriza estar presente e focar nossa atenção no momento. Mas qual é o beneficio de se estar presente? Deveríamos estar presentes sabendo quão importante uma tarefa é? Por exemplo, é mais importante estar presente em tarefas como atingir metas, ou estar presente em tarefas simples como fazer um café? Ou melhor: qual é o benefício de não estarmos presentes?

O benefício de não se estar presente é o conforto. A mente tem um desejo inconsciente de buscar conforto, e estar presente requer que lidemos com o estresse. Até mesmo focar em tarefas simples é estressante porque requer esforço para manter nossa atenção na tarefa. Portanto, não há benefício em não estarmos presentes durante a execução de uma tarefa. Estamos simplesmente reagindo à motivação da mente em busca de conforto. Um dos principais benefícios, portanto, de se estar presente é estar consciente de que nossa atenção está focada no momento. Disciplinar a mente para que possamos estar conscientes de quando ela procura fugas nas tarefas habituais é uma parte importante do treinamento mental.

Devemos também analisar a palavra “importante”. As metas são mais importantes do que estar presente nas tarefas simples? Para determinar um benefício, devemos entender o que nós valorizamos, ou seja, precisamos lembrar da nossa motivação. Se somos motivados por metas, então isso é o que vamos valorizar como mais importante; se somos motivados por estar presente, então estar presente é valorizado como mais importante.

Existem benefícios em se atingir metas. Recebemos evidências de que aquilo que aprendemos produz resultados. Nosso aprendizado é testado e passamos no teste. O benefício de se estar presente é que a qualidade de nossa atenção aumenta; a qualidade de nosso pensamento, tomada de decisão e ações aumenta. Com mais qualidade nos movemos mais rapidamente na direção de nossas metas, cometendo menos erros. Resumindo, o benefício de se estar presente é a qualidade maior no processo de aprendizagem; o benefício de se atingir metas é testar a eficiência de nosso aprendizado. 

Desta forma, uma coisa não é mais importante que a outra. Em vez disso, precisamos achar uma maneira de incluir ambas e guiar o nosso foco com base no que podemos controlar. Não podemos controlar o futuro; podemos apenas controlar o presente. Os processos, e não as metas, ocorrem no presente. Portanto, devemos focar nos processos para estarmos presentes em qualquer tarefa que estivermos fazendo. Se precisarmos pensar sobre estabelecer metas, então a tarefa que está acontecendo no momento presente é pensar. Precisamos colocar nossa atenção toda na tarefa de pensar. Se precisamos realizar ações para uma meta, então a tarefa que está ocorrendo no presente é engajar o corpo para agir. Precisamos colocar toda nossa atenção na tarefa de agir. 

Entretanto, há algo mais profundo acontecendo também. Nos sentimos mais vivos quando nossa atenção está no momento. Esta é uma razão pela qual somos atraídos por esportes de risco, como a escalada; eles nos forçam a estar com nossa atenção no momento. Nós gostamos de escalar porque os fatores de estresse da vida diária vão embora. As tarefas simples podem nos oferecer um benefício semelhante.

A vida ocorre no momento presente. Se nossa atenção é distraída para o pensamento habitual da mente, então perdemos o presente. Nossa atenção consciente está ligada naquilo que prestamos atenção. Desenvolver essa consciência requer uma expansão daquilo que temos conhecemos. Quando nossa atenção está focada no momento, estamos conectados com a atividade que estamos realizando, com os outros, e ainda mais conectados com nós mesmos. Quando fazemos café, podemos focar nossa atenção no aroma do café e em estarmos agradecidos por ter o café em nossas vidas.

Se focamos nossa atenção na tarefa, até mesmo nas simples, nós melhoramos a qualidade de nossas vidas. Também disciplinamos a mente, não deixando que ela se distraia, buscando conforto. Nós percebemos que qualquer tarefa que fazemos, no momento, é importante. Portanto, identificamos o que devemos focar e redirecionamos nossa atenção quando a mente se distrai. O benefício de estarmos presentes é que temos controle de nossa atenção e trazemos qualidade para nossas vidas.

Dica Prática: Estabeleça a intenção de estar presente em suas tarefas cotidianas.

Você usa sua mente para pensar. Tenha certeza que esse ato de pensar é intencional, e não habitual. Decida quando pensar. Depois, quando não for hora de pensar, estabeleça uma intenção de focar sua atenção em duas direções: internamente nas atividades da mente, e externamente aguçando os seus sentidos.

Ao ter sua atenção focada internamente, você perceberá que a mente distrairá sua atenção. Quando isso ocorrer, redirecione sua atenção para sua intenção: perceba a mente e ative os seus sentidos.

Leave a Reply