A motivação é um tópico extremamente importante para a escalada e para a vida. É o que impulsiona tudo o que fazemos, desde o que pensamos ao avaliar e decidir se envolver em uma atividade arriscada como a escalada, bem como as ações que fluem dessas decisões.

Nos cursos de Queda e Comprometimento do Warrior’s Way, pedimos aos alunos que compartilhem conosco um pouco de suas histórias e o que desejam aprender no curso. Muitos expressam como amam escalar; a escalada os deixa no momento presente – especialmente durante uma intensa situação de enfrentar uma queda – e todas as outras preocupações na vida desaparecem. Acho que somos atraídos por esportes arriscados, como escalar, porque eles podem forçar nossa atenção para o momento presente, onde a vida acontece. Nos sentimos mais vivos no presente, um estado de fluxo difícil de encontrar em nossas atividades cotidianas habituais.

Forçar sua atenção para o momento presente para sentir-se vivo parece ótimo, mas é uma abordagem de vítima para a vida e a escalada.

Você usa a seriedade da situação para forçá-lo a prestar atenção. Uma abordagem melhor é ser intencional. Intenção é definida como: atenção focada na direção de uma escolha. Você escolhe focar sua atenção na direção das seguintes qualidades:

  • valorizar o estresse: praticar a queda será estressante. Ao avaliar o estresse, você presta atenção a ele. Isso é fundamental para o desenvolvimento de habilidades.
  • permita-se ficar vulnerável: a vulnerabilidade parece fraqueza, mas é realmente necessária para aprender. Você abaixa suas defesas e relaxa quando está vulnerável. Este estado mantém você receptivo a novas informações.
  • estabeleça limites: a vulnerabilidade é ótima, mas também pode matá-lo. Portanto, é importante estabelecer limites em torno de qual é um nível de risco apropriado. Avalie seu nível de experiência com a queda. Isso lhe dará uma ideia de aproximadamente onde estão seus limites para a prática.
  • tomada de decisão intuitiva: saber o que é uma decisão de risco apropriada não é uma tarefa analítica e cognitiva; é intuitivo. Você precisa avaliar os inúmeros aspectos da situação – sua experiência, as características da queda etc. – que não podem ser analisados em uma lista pró / contra. Ao prestar atenção ao nível de medo e resistência que você sente ao sofrer a queda, você entra em seu corpo intuitivo. Afinal, seu corpo é o que incorpora sua prática e nível de experiência. Portanto, você precisa fazer uso dele para obter orientação. Um pouco de medo e resistência em envolver o desconhecido é bom. Muito, porém, não o é. Sintonize seu corpo para guiá-lo.
  • Engajamento incremental: aprender é converter o estresse em conforto através da prática. Você não pode fazer essa conversão rapidamente ou em grandes passos. Portanto, identifique e envolva pequenos passos de estresse.

Você pode fazer tudo certo e ainda se machucar. Escalar e cair é assim. Mas você pode atenuar essa possibilidade sendo cético em relação à mente – sua mente. Perceba que, para realmente conhecer algo, você precisa ter a experiência. Portanto, seja cético quando sua mente ignora as informações intuitivas fornecidas pelo corpo. Não importa o que sua mente pensante lhe disser, redirecione sua atenção para as qualidades descritas acima.

Na próxima lição, vamos nos aprofundar no desenvolvimento de habilidades.

Advertências:

  • Risco: nada, nem mesmo a instrução de um treinador ou este curso on-line, pode eliminar os riscos associados à prática de quedas. Aceite a responsabilidade por qualquer informação que você utilize para practicar.
  • Conhecimento experimental: é importante perceber que você sabe cair quando experimenta uma queda adequada. Isso só pode ser obtido com instruções adequadas.
  • Motivação: a motivação por conquistas da sua mente pode causar problemas, levando você a assumir riscos que não são apropriados. Então, você precisa ter cautela.

Sugestões:

  • Melhor opção: treine com um treinador para ajudar a orientar sua prática. Temos uma rede de treinadores do (caminho do guerreiro) Warrior’s Way nos EUA e no exterior, especialistas no ensino de gueda.
  • Próxima melhor opção: utilize meu curso on-line, que descreve o processo minuciosamente com vídeos, fotos, textos, entrevistas, tarefas de casa, perguntas e respostas e muito mais.
  • Pior opção: pratique sem esses recursos. Se o fizer, faça-o em pequenos passos e incrementos.

Pré-visualização gratuita do curso

Compre o curso aqui

Datas ao vivo no Facebook: Monday April 6, 4PM CT on @WarriorsWay FB page

Leave a Reply